/* /* /* Bananada de Goiaba

Bananada de Goiaba

PEQUENOS REGISTOS PARA os meus amigos, que nunca sabem nada de mim... e sei lá eu se com ISTO vão saber mais, ou melhor!
 

"Delírios"

sexta-feira, novembro 21, 2003

Estive a pôr (n gosto desta palavra) em dia a minha leitura pelos Blogs, e tenho que escrever isto:
SIMPLESMENTE GENIAL!!!
Este Sr. que me desculpe mas, é imperativo que eu "cole" o seu post aqui! É que, não faz ideia o quão preguiçosos são os meus leitores para "saltarem" de blog em blog!

18.11.03
Delírios

Estar doente é um pouco como estar apaixonado. E em certos casos até, menos desgastante ou duradouro.

É claro que, embora ambas as situações possam eventualmente conduzir á morte ou á incapacidade em pilotar aeronaves; uns comprimidos ou umas injecções contra a paixão (em casos extremos talvez até supositórios), seriam uma arma de eleição para a panóplia do apaixonado do século XXI.

Mas lá estou eu a divagar... estávamos a falar de doenças.

Continuando o paralelismo (deixem-me beber aqui um bocadinho de chá...), vejo o mundo através de uma névoa enquanto o meu corpo se move pelo dia a dia, de um modo apenas comparável talvez ao sonambulismo ou a um haxixe Libanês de boa qualidade. Estão a reconhecer os sintomas?

Garanto-vos que já tive paixões assim! Nos velhos tempos não só me pouparam um dinheirão em "produto", como em resultado disso me safaram do duche colectivo em Vale de Judeus.

Mas enquanto a paixão é uma droga a doença é apenas um incómodo, e por tal muito menos perigosa e principalmente mais controlável; se excluirmos do caso do Ebola que não tem comparação.

Mas esta constipação faz-me realmente divagar á toa. Dou por mim abstraído da realidade e a olhar em frente sem ver nada, com os olhos postos no vazio; isto até ao próximo espirro, claro.

Este xaropezinho que vou tomar, se além da garganta irritada também curasse ciúmes e rejeição faria a fortuna da Beyersdorf. Mas o que me interessa agora é o pingo no nariz que me faz fungar como se lacrimejasse de amor.

Repentinos acessos de calor assolam-me o rosto, provocando um aumento cardíaco e uma respiração irregular. Esta "Ânsia da Paixão" segundo a Dr.ª Inês, é apenas uma febre passageira embora intensa; e eu acredito nela.

A prová-lo está o facto de hoje se parecer com Ganesh o simpático Deus-Elefante, que com a sua tromba rosada sacode o termómetro comentando - Hummmm!... trinta e nove... Só pode ser amor!...

Musica de Fundo
“Relax” – Frankie Goes to Hollywood

 

"Que dias há¡
que na alma me tem posto
Um não sei quê,
que nasce não sei onde
vem não sei como
e dói não sei porquê."

(Luis Vaz de Camões)

plosanimais
Na minha vida REAL...

 

"A realidade é um detalhe,
  Pra quem sonha ela é um desafio.

 

... fica para depois!

neste momento não consigo ler mai nada!!!

 

Existem, e tenho que ler...
No baú

@ Correio