/* /* /* Bananada de Goiaba

Bananada de Goiaba

PEQUENOS REGISTOS PARA os meus amigos, que nunca sabem nada de mim... e sei lá eu se com ISTO vão saber mais, ou melhor!
 

Depois de 1 cafe duplo

segunda-feira, agosto 02, 2004

... aqui estou eu, ainda toda partida do fim de semana.

Ahhh… como é que foi 5ª feira?
(estava a tentar saltar dois dias, mas… está bem!)

Quinta feira foi aquele dia que começou muito mal (porque afinal passei dos 36 – just kidding - e porque fiquei sem carro logo de manhã) mas acabou muitissimo bem!!!

Ficou por escrever um post que me passou pela cabeça, vezes sem conta, sobre as festas de aniversários que eu fiz a esta minha gente, para não falar das festas-surpresa!
Uma especie de post-it a lembrar que já era tempo de me fazerem o mesmo!
Mas o dia estava a deixar-me anestesiada q.b. e a vontade foi o que se viu.

Eu queria ir para casa.
A Eliana percebeu isso e então pediu-me para ir com ela ver umas sandálias aqui na baixa – tanga nº 1.

Apesar da vontade de consumir estar completamente em baixo,
(isto vindo de mim é porque estou mesmo doente!)
lá comprei uma blusinha daquelas sem costas (há muitos anos que não vestia nenhuma – cheguei á conclusão que já não tenho idade para complexos!).

Estava combinado eu ir jantar fora com o Márinho e as garotas e depois do jantar os meus irmãos passariam lá por casa para beberem o café e comerem o bolo que eu iria comprar para celebrar o dia (que dia!).
Não estava com vontade de ir para a cozinha.

Comecei a achar que o tempo estava a ficar apertado para o que eu ainda tinha que fazer: ir buscar as miudas, os banhos, ir á casa da tia Alice dar-lhe também os parabens, ir jantar, ir comprar o bolo e fazer cafés em casa – para não falar do jeitinho que ainda tinha que dar á sala para cabermos todos…

Quando chegamos reparei que o carro do Márinho não estava e fiquei danada porque o tempo estava a ficar mesmo muito curto – tanga nº 2

A Eliana estaciona e resolve subir para ir ao quarto de banho – tanga nº 3.

A porta de casa não estava trancada E EU ACHEI ESTRANHO!!!
Comecei a estrabuchar, claro! Típico!

Quando chego á sala um punhado de gente querida canta-me os parabêns!!!

A mesa estava posta!
O Márinho também!
A tia Alice estava lá!
As miudas tinham o banho tomado!
Balões e mais balões pendurados por elas… e, a Eliana bem que insistiu para irmos comprar o bolo!!!




Ao som de
I’ve got you baby

(esta musica faz-me abanar a cabecinha!!!)
 

"Que dias há¡
que na alma me tem posto
Um não sei quê,
que nasce não sei onde
vem não sei como
e dói não sei porquê."

(Luis Vaz de Camões)

plosanimais
Na minha vida REAL...

 

"A realidade é um detalhe,
  Pra quem sonha ela é um desafio.

 

... fica para depois!

neste momento não consigo ler mai nada!!!

 

Existem, e tenho que ler...
No baú

@ Correio