/* /* /* Bananada de Goiaba

Bananada de Goiaba

PEQUENOS REGISTOS PARA os meus amigos, que nunca sabem nada de mim... e sei lá eu se com ISTO vão saber mais, ou melhor!
 

Isto esta quase a fazer 1 ano!

quinta-feira, setembro 30, 2004

Tirando o casamento, nunca mantive nada assim tanto tempo.

De loooonga data só tenho duas ou três amigas. As outras fui perdendo pelo caminho.

Por culpa minha. Sou uma desligada. Ou não!
Se calhar é por sermos 5 irmãos! Gosto tanto de sermos cinco!

Mesmo quando não existia a Eliana e o Manú, também eramos 5. Nós os 3 mais velhos e o Luis e o Claudio!

Quando eramos miudos, detestava ser eu a mais velha, agora não me sinto a mais velha! Não é estranho?
Eu acho que tenho um problema grave de Q.I. vs Idade!

Parece impossivel, mas ainda não estive com o Claudio! Esse meu primo que tanto adoro e não o vejo á uns dois anos!!!


O Márinho diz que eu da-va para politica porque divago e salto de assunto que é uma coisa parva… e o assunto era: o manter este blog.
Um assunto tão simples e eu já estava a voar por cima do meu passado.

Hoje lembrei-me do meu avô! Por causa do meu nariz. Está cada vez mais igual ao dele!

- o blog, Cristina! Estavas a escrever sobre o blog…


Uma coisa que me irrita aqui é que não posso escrever TUDO o que me vai na alma, no coração, no peito, no pensamento e mesmo nos intestinos! Sim, porque ás vezes tenho umas ideias de merda.

Agora vou-me repetir: fiz isto para vocês que me conhecem.
Para vocês que estão habituadissimos ás minhas telhas e já nem me ligam nenhuma.
A prova está nos dois posts abaixo, que só tive atenção de quem não me conhece, e a quem desde já deixo aqui o meu obrigada de todo o coração.

A minha mão está melhor, foi o pulso que abriu (nota-se! não paro de escrever coisas sem ligação nenhuma umas com as outras!).
Mas foi graças a mim!
Eu é que tive de ir á farmácia (e conduzir costou-me tanto!), eu é que tive que comprar uma pomada e uma ligadura elástica, eu é que tive de esfregar a pomada e amarrar o pulso… eu é que tive de tratar de mim!

Uma gaja casa-se e depois se chora um bocadinho, ouve como resposta:
- não leste as clausulas do contrato? Estava escrito que tu não podes adoecer!

Fiquei amuada o dia todo porque podia ter morrido, a esvaziar-me de sangue durante a noite (eu sei que é ESVAIR-ME, mas eu gosto mais do ESVAZIAR!), podia ter-me esvaziado em sangue e o Márinho só daria conta, ás 6 horas da tarde quando telefona – como de costume - a perguntar o que é o jantar!

Uma gaja casa-se para ser lembrada ao fim do dia pelo estômago !

Não é justo. E é mais do que legitimo eu estar indignada e amuada e rabugenta e com umas trombas daquelas que apetece dar estalos.

Eu tenho que ser autonoma, e todos e tudo o resto têm que depender de mim…! Não está certo.

Não é que ontem á noite o Márinho também começou a queixar-se do pulso?
Fez uma cena que mais parecia que precisava de uma equipa médica e de ambulância e tudo, coitadinho!

A filhinha foi a correr pedir-me Socorro.
- AZAR! – respondi eu – devia abrir os dois pulsos e os dois tornozelos… é bem feita!
- oh mãe! Coitadinho….


E não é que a filhinha (paroula do caraças) foi buscar a minha pomada e a minha ligadura e foi tratar do paizinho?

Depois de estrabuchar com aquela fantochada toda, o pai disse que não levou a sério a minha dor porque pensou que lá em Africa estavamos habituados a usar os pulsos todos e por isso eu ainda tinha mais 3.

- o quê? – gritei eu! (eu não falo, grito.)

- Mãe! O pai chamou-te primáta – respondeu a Mafalda.



Eu acho que, um dia destes, alguém vai voar pela janela, não sei se o blog se outra coisa qualquer… ai vai, vai!

;o)

 

"Que dias há¡
que na alma me tem posto
Um não sei quê,
que nasce não sei onde
vem não sei como
e dói não sei porquê."

(Luis Vaz de Camões)

plosanimais
Na minha vida REAL...

 

"A realidade é um detalhe,
  Pra quem sonha ela é um desafio.

 

... fica para depois!

neste momento não consigo ler mai nada!!!

 

Existem, e tenho que ler...
No baú

@ Correio